Como fazer o desmame noturno

Muitas mães ficam desesperadas como essa mãe do relato, na hora do desmame noturno. E perguntam qual a melhor técnica para superar esse momento sem traumas. E eu sempre digo que a decisão da mãe é o mais importante. Sem ela, nem é preciso tentar técnica alguma. Esse relato é auto-explicativo. A Larissa relata um novelo de sentimentos, que bem pode ser semelhante ao seu. Desfrute!

Coisinhas de mãe

domingo, 1 de março de 2009

Desmame noturno

E então chega um dia, ou melhor, uma noite que acordar de noite para dar o peito fica chato, cansativo, estressante… Chegou a hora de desmamar durante a noite?

Eu estava cansada. Nesse fim/começo de ano o Pietro voltou a mamar como se fosse RN. Mamava o tempo todo de dia e de noite! Como o Pietro dorme comigo eu não olho a hora que ele pede para mamar de noite, nem quando para de mamar. Muitas vezes nem sei quantas vezes mamou durante a madrugada. Mas comecei a ficar incomodada quando percebi uma noite em que ele passou a noite toda no peito! Sim, toda! Se o peito saísse da boca ele chorava! Pensei em chupeta, gelol, berço, mamadeira e por vezes em uma ilha deserta! Minhas costas doíam, e eu já não encontrava mais posição para ele mamar e eu conseguir dormir ao mesmo tempo! Comecei a pensar em desmame noturno.Cheguei a acompanhar em uma lista de discussão sobre filhos a história de algumas mães que tiveram sucesso no desmame noturno de seus bebês. Esse link foi indicado por uma mãe. Adorei a forma com que ele propõe o desmame. Mas fiquei adiando por uma ou outra razão inventada mais pelo coração do que pela cabeça! Até que lendo com mais calma percebi esses dizeres escritos em vermelho:”Se, em qualquer ponto esse plano parece “errado” para você, pare, espere alguns meses e comece de novo mais tarde. Não vá contra seus instintos que estão te dizendo que isso não é a coisa certa a se fazer para ajudar seu bebê a dormir. Seus instintos são melhores que qualquer programa de modificação de sono jamais escrito no mundo. “

Eu não havia nem começado, mas o Pietro me parecia muito bebê ainda! Ele não andava e não falava ainda e ele é tão miudinho… Resolvi adiar para quando ele começasse a andar.

Aconteceu que de sexta para sábado eu tive que passar a noite fora. Dezenas de recomendações dadas para o pai. Imaginei o Pietro chorando aos berros! Imaginei aquele chorinho de desespero dele! Meu coração se partiu em 1000 pedaços enquanto meus peitos se encheram de leite durante a noite!

Quando cheguei em casa, a noticia de que ele havia ido dormir as 23 horas no colo do pai e sem chorar, de que ele havia acordado 4:30 e foi ninado no colo por menos de cinco minutos e voltou a dormir e depois acordou somente as 7:15, voltando a dormir em seguida e acordado definitivamente as 8:45 me fez voltar a pensar em desmame noturno!!! Meu filho não precisava mais mamar durante a noite! Ele podia dormir a noite toda e se acordasse poderia ser ninado por pouco tempo até voltar a dormir!

Colocado isso na cabeça, na noite seguinte ele dormiu as 22 horas no carro e foi levado para a cama sem acordar! Quando fui deitar o esquema todo estava montado: caso ele acordasse o pai iria niná-lo como na noite anterior. Assim que deitei pareceu que ele sentiu meu cheiro e logo se virou para perto de mim. Em menos de uma hora ele pediu para mamar. O pai ouviu e veio pegá-lo. O Pietro chorou tão desesperado olhando para mim que tudo o que senti naquela noite longe dele veio à tona! Eu estava lhe negando uma coisa que eu tinha ali na frente dele, disponível, sobrando e que era dele!!! Doeu! E eu desisti de tudo…

Ele mamou 4 vezes até a hora que acordou, 10 horas da manhã! E eu não liguei nem um pouquinho!!!
Desmame noturno? Eu ainda não estou preparada para o meu desmame! Eu ainda preciso do meu filho mamando!!!

E você?

coisinhas da Mamãe Larissa às 17:13

Fonte:  http://coisinhasdemae.blogspot.com.br/2009/03/desmame-noturno.html





Deixe um comentário