Nosso Desejo

Dra Carmem Silvia

Alguns pontos bem delicados precisam ficar claros quando me manifesto a respeito de saúde infantil.

Relato o que vejo em meu dia a dia profissional há 30 anos e reproduzo, com o consentimento dos pais, sua experiência. Com relação a fatos, não há como negar: sou a favor da amamentação exclusiva até os seis meses e desejo dar condições para que as mães que querem amamentar seus filhos até dois anos de idade ou mais, consigam também manter a saúde bucal das crianças.

Quero parar de ouvir: “Doutora, eu não sabia que tinha que higienizar os dentinhos de meu bebê depois das mamadas!”, estejam essas crianças mamando em mamadeiras ou seio. De dia ou à noite.

Não sou contra ninguém, sou a favor das crianças e apoio todas as famílias. Mostro consequências.

Todos os pais amam seus filhos e, muitas vezes, desejam elementos para poderem implementar mudanças. Querem sair do sofrimento, proteger seus lares de influências que consideram inadequadas; desejam o melhor para seus filhos em termos de saúde e educação.

Esses pais preocupam-se com detalhes, estão atentos e sentem que não querem ficar à mercê de qualquer força maior que tenha a intenção de conduzir sua família para um caminho que não desejam.

Estão atuando para concretizar o sonho de um mundo melhor para seus filhos e para a sociedade como um todo.  Sentem que essa atuação dá sentido às suas vidas. Ao invés de reclamarem, buscam soluções.

As opiniões de profissionais que forem publicadas, são o reflexo de sua experiência clínica, baseada em estudos comprovados. Esses profissionais se dispõem a responder às questões, dúvidas, opiniões ou críticas que porventura sejam encaminhas.

Para que esse seja um veículo, uma ferramenta direcionada aos pais a fim de que possam reavaliar suas opiniões e apoiar quem quer que necessite fazer diferente, procuramos, com a ajuda e sugestão de alguns internautas, colocar referências que poderiam ser úteis, em conformidade com nossos objetivos.

Essa comunicação está baseada em normas ditadas pelas instituições governamentais e órgãos regulatórios.

Reforço que não tenho interesse de nenhuma espécie em divulgar qualquer produto, serviço ou profissional.

A seguir, procurei listar algumas referências básicas e artigos científicos. Espero que sejam úteis para você e sua família.

 

REFERÊNCIAS TÉCNICAS

(MINISTÉRIO DA SAÚDE, OMS, UNICEF, Senac e ONGs)

 

1) IDEC – Revista – Pesquisa sobre aleitamento materno

2) Dicas sobre amamentação da Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde:

Aleitamento materno

Evitando problemas durante a amamentação

Doação de leite materno

3) Pesquisa sobre aleitamento materno nas capitais brasileiras – 2009 (Ministério da Saúde)

II Pesquisa de Prevalência de Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras e Distrito Federal

4) ONG Amigas do Peito (organização sem fins lucrativos que defende e estimula a amamentação. Defender a amamentação com leite materno exclusiva até os 6 meses de vida e depois recomendam que amamente seu bebê até 2 anos ou mais).

Caderno de Amamentação e Alimentação do Ministério da Saúde

5) Unicef Brasil – o site apresenta diversas informações relevantes a respeito da amamentação.

Aleitamento materno

6) WABA – World Alliance for Breastfeeding Action (A WABA é uma  “rede guarda-chuva” internacional, que abriga organizações, indivíduos e até mesmo outras redes, que acreditam na amamentação como um direito de todas as mulheres e crianças)

World Alliance for Breastfeeding Action (em inglês)

7) FIOCRUZ – Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (portal focado na doação de leite materno que contém muita informação sobre amamentação)

Aleitamento Materno

8) Senac Amamentação – portal com muitos vídeos, cartilhas e materiais didáticos sobre amamentação paramães e especialmente multiplicadores.

Senac e Amamentação

Cartilha de Promoção da Amamentação e alimentação complementar saudável

9 ) IBFAN (Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar) – link com notícias das mais diversas sobre amamentação, desde congressos à ações como a Semana Mundial da Amamentação – 1 a 7 de agosto.

Notícias

10) Centro de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno (Unifesp)

Perguntas freqüentes respondidas por especialistas

11) Manual de Amamentação e uso de medicamentos e outras substâncias (Secretaria de Atenção à Saúde – Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas )

Amamentação e uso de medicamentos e outras substâncias

12)  Lei 11.265 – Regulamenta a comercialização de alimentos para lactentes e crianças de primeira infância e também a de produtos de puericultura correlatos.

LEI Nº 11.265, DE 3 DE JANEIRO DE 2006.

13) DETERMINANTES do abandono do ALEITAMENTO em um programa de PROMOÇÃO – Estudo científico

Determinantes do abandono do aleitamento materno exclusivo em crianças assistidas por programa interdisciplinar de promoção à amamentação.

 

REFERÊNCIAS – SITE DO DR. MOISÉS

Artigo – Alimentação infantil é coisa muito séria

Artigo – Amamentar – muito além de nutrir

Artigo – Você tem vergonha de amamentar seu filho em público?

Artigo – Os cuidados antes, durante e após a gravidez

Artigo – Até o 6º mês: Só leite materno e mais nada

Artigo – O bisfenol-A (BPA) está proibido nas mamadeiras

Artigo – Aleitamento materno exclusivo

Artigo – Amamentação e uso de medicamentos e outras substâncias